Você vai comprar seu colchão e encontra vários selos de qualidade na lateral.

Qual a importância de cada um?

E o que eles revelam sobre o produto que você está comprando?

Estamos respondendo essas duas perguntas fundamentais,

já que podem fazer a sua escolha ser um ato mais consciente para a sua saúde e conforto.

Para onde olhar?

Em geral, os selos e certificados estão em uma das laterais do colchão. Porém, muitas lojas deixam o selo numa lateral menos visível. Se você entrar na loja e não visualizar imediatamente, peça para o vendedor localizar para você.

Quais são esses selos?

Entre os selos mais importantes do mercado brasileiro estão o selo do Inmetro, o da Abicol e o certificado PRÓ-ESPUMA. O que assinala se aquele colchão passou nesses critérios é a presença de cada um deles como etiquetas, separadas e identificadas, no colchão.

selos e certificados colchão qualidade

Selo Abicol

O selo Abicol ( Associação Brasileira da Indústria de Colchões) leva em consideração os seguintes critérios:

  1. sustentabilidade
  2. boas práticas
  3. rastreabilidade
  4. procedência
  5. segurança

Em resumo, isso quer dizer que esse fabricante atende às condições de respeito ao meio ambiente e à adoção de padrões sustentáveis de desenvolvimento. Assim como, trabalha no combate ao trabalho infantil e respira a prática leal de concorrência, atende toda a legislação trabalhista e as leis de respeito ao consumidor.’

Nesse sentido, para ter o selo do Abicol é necessário ter a certificação do Inmetro.

Você pode ler mais sobre ele aqui.

Selo Inmetro

A partir de 2015, fabricantes e importadores de colchões ficaram proibidos de fornecer modelos de colchões de espuma que não estejam em conformidade com os requisitos estabelecidos pelo Inmetro. E desde 2019 também não podem vender colchões de mola sem essa certificação.

Para conseguir essa certificação, os fabricantes enviam as unidades, uma vez por ano, para um laboratório credenciado do Inmetro. E, com essa amostra, são feitos testes iguais ou semelhantes aos feitos pelo INER. Ou seja, são verificadas: dimensões, resistência, matéria-prima, ruptura, alongamento, revestimento, deformação por compressão, resiliência, vida útil e outras características.

Você quer saber mais sobre a legislação para espuma? Clique aqui.

E as regras da ABNT para colchão de molas? Aqui.

Certificado PRÓ-ESPUMA

Similarmente, no caso do certificado PRÓ-ESPUMA, são feitos testes iguais ou semelhantes ao do Inmetro. Porém, o padrão de exigência é mais elevado. Baseia-se nas normas de outros países como Estados Unidos e países da União Europeia.

Com isso, por exemplo, não recebem certificação aqueles colchões que têm EPS – aquela placa rígida que muitos conhecem como Isopor®️ . Aliás, essa é uma das marcas desse material. Em contrapartida, esse é um material com várias utilidades comprovadamente excelentes em outros setores. No entanto, caso dos colchões, qualquer placa rígida limita a performance do colchão. Você pode ler mais sobre isso aqui. 

.Mais sobre o PRÓ-ESPUMA.

 Outra diferença importante é que ao contrário do processo do INMETRO, que recebe amostras escolhidas pelo fabricante somente uma vez por ano, o INER fiscaliza os fabricantes mensalmente e as amostras são escolhidas de forma aleatória nas fábricas, ou seja, se tem o Certificado PRÓ-ESPUMA é porque comprovadamente segue nossas normas