Esses testes facilitam a sua busca pelo colchão ideal

O certificado PRÓ-ESPUMA é o único que recolhe todos os modelos de colchão, sem que o fabricante saiba qual e testa todos os meses

Conheça os testes abaixo:

Testes em colchão de espuma

Sabe aquela dúvida se o colchão tem mesmo os tamanhos que o fabricante diz que tem?
Esse teste dimensional verifica altura, comprimento e largura. Veja o vídeo. 

Após esta etapa, abrimos o colchão para avaliarmos sua composição interna, dimensões das lâminas de espuma, presença de cascas e colagens.

Avalia-se também a etiqueta, verificando se tudo o que foi medido está igual à sua descrição e atende às exigências da Norma do INER.

Por fim, avalia-se o manual da  qualidade.

Achou o certificado do PRÓ-ESPUMA? É porque as dimensões estão corretas. 

          Essa espuma é de boa qualidade?

A densidade da espuma é um dos elementos mais importantes para a saúde do seu corpo.

Ela precisa se adequar ao seu peso para garantir conforto para você e a durabilidade do colchão.

Mas a densidade é uma consequência também da matéria-prima utilizada. 

Por isso, verificar se o que o fabricante coloca na embalagem corresponde à realidade é a maneira mais segura de proteger a sua saúde.

Entenda melhor como é feito o teste assistindo ao vídeo do nosso canal do Youtube. 


Será que seu colchão afunda muito e demora a voltar ao normal?

Essa é uma preocupação natural de quem compra. E para isso existe o teste de resiliência. 

Os cientistas estudam a velocidade com que a espuma retorna ao normal depois de comprimida. 

 E ela deve corresponder a uma tabela que determina o melhor para cada espuma.

Entenda melhor como é feito o teste assistindo ao vídeo do nosso canal do Youtube.

Será que o colchão vai deformar rápido?
O teste de Deformação Permanente a Compressão tira essa dúvida. 

Depois de comprimir a amostra em até 90% e submeter a mais algumas condições que você pode ver nesse vídeo, os cientistas medem de novo a espessura. 

Diferente do teste que mede o retorno depois de uma compressão rápida, esse aqui mostra a deformação que não vai retornar. Ou seja, o afundamento permanente do colchão.

Os colchões com o certificado PRÓ-ESPUMA têm quase nenhuma perda. Já os de baixa qualidade de espuma apresentam uma perda significativa. Traduzindo: duram menos e deformam mais. Veja o vídeo.

Será que a dureza é compatível com a densidade?

Os colchões de espuma são feitos com diferentes níveis de dureza para atender a diferentes tipos de pessoas.

E, nesse teste também chamado de Indentação, a espuma também é comprimida e a força que o equipamento faz representa essa dureza. Cada densidade tem uma faixa de dureza máxima e mínima a ser seguida.

É esse teste que garante a compatibilidade da descrição do fabricante com a tabela de biotipos do INER. Você já escolheu colchão consultando a tabela? 

Entenda melhor como é feito o teste assistindo ao vídeo do nosso canal do Youtube. 

Será que esse colchão vai durar mesmo?

Quantas vezes você deita, senta, levanta por dia, semana, mês, ano? No teste de durabilidade ou fadiga, a gente simula uma pessoa levantando e sentando no colchão 80 MIL VEZES.

São 19 horas de pressão !

E, só depois disso, de acordo com os parâmetros da tabela, sai o resultado positivo para esse item da certificação.

Ainda tem curiosidade?

Tem vídeo lá no Youtube, só clicar.

Será que essa espuma não é misturada com outros materiais?

 Para saber isso, o teste de teor de cinzas é radical: queima uma amostra da espuma. Como assim?

A gente pega uma amostra do colchão e queima no laboratório. A princípio, sabemos que a espuma pura deixa muito pouco resíduo. 

Em síntese, uma boa espuma pode ter no máximo 1% de teor de cinzas. As que têm o selo passam nesse teste.

E os testes de colchão de molas?

Se o colchão tiver o Certificado Pró-Espuma, as espumas que compõe o colchão passaram pelos 6 testes de qualidade explicados acima: densidade, resistência e retorno, deformação permanente, dureza, durabilidade e pureza.E, além disso, para te dar mais certeza da qualidade fazemos 3 testes no colchão de molas pronto:

 

Será que esse colchão de molas tem o mesmo tamanho e composição da etiqueta?

O INER aplica o teste dimensional a essa versão de colchão também.

E avalia:

  • dimensões das lâminas de espuma,
  • largura da borda
  • conta as molas por metro quadrado
  • avalia a etiqueta e o manual de qualidade.
rolagem

Um colchão de molas não é barato, quando a gente faz esse investimento quer uma garantia que ele vai durar. 

Como é que mede essa durabilidade?

Fazendo o teste de rolagem no colchão de molas!

No laboratório o colchão é colocado em um equipamento com  um rolo de 110 kg que simula as pessoas durante a sua noite de sono, deslizando para um lado para o outro por 50 mil vezes.

Após o final do teste, a gente mede a perda de altura do colchão. Ele também é aberto para verificar se ocorreu algum dano em sua estrutura que possa gerar riscos ao usuário.

teste de dureza colchão molas
Qual a resistência ideal e a firmeza de um colchão de molas ?

A exemplo do teste de indentação – de dureza –  feito na espuma, tem uma versão para o de molas prontos também.

Os técnicos aplicam peso no colchão e determinam a perda de dureza.

Um colchão de alta qualidade não pode ter uma perda de dureza superior a 25% e as molas não podem quebrar. Olha o vídeo aqui.

Ficou com dúvidas? 

Manda mensagem

Me conta mais sobre